Se a Poesia fosse um remédio, o que ela curaria? A oficina tem como foco trabalhar a poesia em diversos formatos para fins de lapidação social e humana. Seja por meio de intervenções urbanas, palavra escrita ou poesia falada, a oficina trabalhará com os participantes algumas formas de expressão poéticas experimentadas pela artista em seus projetos pelo Brasil. Marina Mara é formada em Comunicação Social com especialização em Publicidade e Propaganda, trabalhou alguns anos como jornalista e atualmente é produtora cultural independente. Em 2008, ao lançar seu primeiro projeto poético, o Sarau Sanitário, Marina tomou uma importante decisão: “viver de poesia”. Em 2005, venceu seu primeiro concurso literário, e não parou mais, participando de inúmeros projetos relacionados a essa arte criativa. Em  2012, Marina produziu a Parada Poética, dez horas de arte reunindo cerca de cinquenta artistas em um palco-caminhão para celebrar o Dia Mundial da Poesia e para ressignificar a praça na qual ocorreu um dos crimes mais bárbaros do país – a morte do índio Pataxó Gaudino dos Santos, que foi queimado enquanto dormia em uma parada de ônibus, em Brasília. A parada foi envelopada com páginas do livro Sarau Sanitário. Nunca desvencilhando sua carreira artística de seu protagonismo social, Marina Mara é militante ativa em causas sociais com foco no incentivo à leitura e principalmente em movimentos Feministas, como a Marcha das Vadias (RJ e DF) – Movimento internacionalmente difundido e respeitado desde 2011, ano de seu surgimento.

 



Se gostou, compartilhe!!!

Categories: Notícias, Uncategorized

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.